Ioga pelado é a nova moda em Nova York

Um estúdio de Nova York inovou ao ser o primeiro a oferecer aulas ao natural em turmas com homens e mulheres.

Imagem

Proprietários da academia Bold & Nu, Joschi Schwarz e Monika Werner acreditam que a prática da ioga pelado permite aos participantes encontrar uma conexão mais profunda com o mundo ao seu redor. Quando a popularidade das aulas sem roupa somente para um sexo começou a crescer, eles abriram o estúdio de Nova York.

Como diferencial, Schwarz e Monika oferecem várias combinações da prática: com roupa, pelados do mesmo sexo e pelados em aula mista. Há também sessões de ioga tântrica com massagem sem roupa. Mas para quem acha que vai encontrar diversão e não conhecicmento nessas aulas, o estúdio avisa já em seu site: “Se você está à procura de um orgasmo, você está no lugar errado”.

“Ao retirar suas roupas e praticar a ioga pelado, os alunos literalmente deixam cair suas máscaras e seus rótulos, nos quais estão escondidos todos os dias”, diz o site. “Praticar ioga nu os libera de sentimentos negativos sobre seus corpos e permite que eles aceitem melhor suas imperfeições físicas”.

Imagem

Imagem

Reuters

Equipe OS NATURISTAS

 

Pedalada Pelada reúne centenas de pessoas em São Paulo

Cerca de uma centena de ciclistas nus, ou parcialmente sem roupa, protestaram em ruas de São Paulo durante a Pedalada Pelada, na noite deste sábado.

Imagem

 

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, os organizadores do evento pretenderam mostrar a fragilidade dos corpos frente à violência do motor e da velocidade. O passeio teve início às 20h na Avenida Paulista.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a previsão era de que a manifestação terminasse na Vila Madalena, zona oeste da cidade. Com máscaras, pinutras no corpo e a utilização de vestimentas íntimas como cuecas, calcinhas e sutiãs, os cicloativistas chamaram a atenção de frequentadores de bares e casas noturnas na passagem pela Rua Augusta.

Não houve ocorrências no trajeto — apenas um princípio de tumulto quando um manobrista teria tentado forçar a passagem com um carro, informou a Folha. No sábado passado, o protesto reuniu centenas de pessoas em Porto Alegre.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

 

Video TerraTV

ZERO HORA

A nova moda é ficar nus em Machu Picchu!

As imagens mostram turistas reagindo com surpresa e gargalhadas ao casal que corre nu pelo corredor central do sítio arqueológico de Machu Picchu, no Peru, enquanto seguranças perseguem a dupla sem conseguir capturá-la.

Imagem

Capturado em 27 de fevereiro, o caso não foi o primeiro ato nudista naquele lugar. Nos últimos meses, as pedras sagradas de Machu Picchu tornaram-se cenário de um fenômeno estranho: turistas buscando um jeito de serem fotografados pelados nas dependências do monumento histórico.

Em novembro, a polícia de Cuzco deteve dois estrangeiros, o neozelandês Topp Mathew Jared e o australiano Liam Timothy, depois que eles se fotografaram nus na área do parque conhecida como Casa do Guardião.

Os policiais apagaram os arquivos digitais da câmera, mas uma das fotografias acabou em redes sociais como Facebook e Twitter, com Jared e Timothy usando apenas gorros para se proteger do frio que faz naquela região do país no fim do ano.

Esses casos cada vez mais comuns deixaram as autoridades em alerta. Ricardo Ruiz Caro, diretor do Instituto Nacional Cultura Cuzco, responsável pela administração de Machu Picchu, ordenou que a vigilância fosse redobrada no parque arqueológico para “evitar estes fatos lamentáveis que atentam contra o patrimônio cultural.

TUDO COMEÇOU EM JULHO DO ANO PASSADO, QUANDO A MARCA DE ROUPAS BRITÂNICA TIME & CLOTHING USOU O NUDISMO EM MACHU PICCHU COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING.

Em um vídeo publicado no YouTube, a marca perguntava: “Você sempre se perguntou como é ficar nu em frente a um dos locais mais espetaculares do mundo?”. Nas imagens, um homem nu aparecia em atrações turísticas como o deserto de sal Salar de Uyuni, na Bolívia, as pirâmides de Chichen Itzá, no México, e, claro, Machu Picchu.

A partir dessa campanha começaram a aparecer os nudistas no parque arqueológico. Os primeiros foram Jared e Timothy. Depois, vieram a público as fotos do israelense Amichay Rab, que fez uma viagem pela América Latina colecionando fotos em que posa nu.

Um dos registros mais populares do seu blog, o My Naked Trip, é justamente o de Rab em Machu Picchu, que foi feito por seu pai depois que a maioria dos turistas já havia ido embora.

“Fiz a foto com todo o respeito possível, ciente de que se trata de um lugar sagrado para muitos peruanos”, disse ele à BBC Mundo.

Por fim, houve o casal protagonista do viral online.

MOTIVO MAIOR

O que leva estas pessoas a fazer isso? A principal razão parece ser a busca por diversão, mas há outros motivos.

Em seu blog, o Naked at Monuments (em inglês, nu em monumentos), Paul Marshall explica que se trata de uma forma de espalhar uma mensagem sobre o movimento nudista.

 

Para ganhar mais fãs no Facebook velejadores espanhóis ficam nus

Nus para ganhar seguidores

Imagem

Dispostos a aumentar a popularidade no Facebook e ganhar notoriedade ao longo do ciclo olímpico para os Jogos do Rio 2016, os velejadores espanhóis Onán Barreiros e Juan Curbelo decidiram inovar eles prometeram posar nus caso aumentassem o número de fãs na rede social. Conseguriam. E cumpriram.

Imagem

O pedido de Barreiros e Curbelo, que disputam a classe 470 da vela, era que a página da dupla subisse de 700 para 1,5 mil fãs no Facebook ao longo do mês de fevereiro. O sucesso foi maior do que o esperado, e mais de mil e quinhentas pessoas curtiram a página no período. O pagamento da aposta foi feito em 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

Veja a pagina clicando no link https://www.facebook.com/BarreirosCurbeloSailingTeam